Meu filho, meu discípulo!



Os pais não querem que seus filhos sejam diferentes dos coleguinhas. Não querem que eles fiquem fora da moda. Simplesmente não sabem dizer “ não” a seus filhos, ou talvez pensam que amar é dar “ liberdade” a seus filhos. Na verdade, quem mais tem dificuldade de romper estes filmes, desenhos e objetos são os adultos, pois as tradições estão fortemente impregnadas na alma. É importante orientar a criança, não tirando nada à força, nem escondido dela, mas orando e jejuando para que o Senhor revele a ela que aquele determinado objeto ou história não são de Jesus. O Espírito Santo falará com a criança. Os pais, como autoridade, têm a responsabilidade de ensinar-lhes a verdade.
Deus delegou autoridade espiritual dos pais sobre os filhos para os orientarem no caminho do Senhor! Os filhos precisam ser diferentes sim, pois eles são santos, separados para Deus! Nós somos um povo santo, de propriedade exclusiva de Deus! Nem sempre nossos filhos poderão seguir a moda, pois a prioridade é agradar a Deus. Temos o exemplo de Daniel, que viveu no palácio do rei, mas decidiu firmemente não se contaminar com as finas iguarias da mesa do rei ( Daniel 1.8)

* extraído do livro Libertação de Crianças, de Jesher Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário